HOME - Medicina Dentária Geral
 
 
06 Outubro 2023

Biocompatibilidade de três diferentes selantes de canais radiculares, estudo experimental





undefinedundefined

Este estudo avaliou a biocompatibilidade de três diferentes cimentos para canais radiculares (Well-Root St, GuttaFlow Bioseal e AH-Plus) após implantação em tecidos subcutâneos de ratos, utilizando análise histopatológica imuno-histoquímica.

Métodos

Quatro grupos de oitenta e quatro ratos machos foram submetidos à implantação subcutânea dorsal de um tubo de polietileno, vazio ou cheio. Os tecidos foram recolhidos, fixados e processados para análise histológica após 7, 15 e 30 d. As lâminas foram fotografadas e processadas digitalmente para identificar linfócitos e macrófagos utilizando os marcadores Cluster of differentiation 3 (CD3) e cluster of differentiation 68 (CD68), respetivamente. O valor de P foi fixado em 0,05, quando a infiltração de linfócitos e macrófagos foi comparada entre grupos e tempos de observação utilizando a análise de variância de uma via (ANOVA).

Resultados

A análise histopatológica de todos os grupos revelou uma reação inflamatória seguida do aparecimento de uma cápsula fibrosa ao fim de 7 dias. Após 30 dias, a espessura da cápsula fibrosa e a resposta inflamatória diminuíram. A coloração CD3 para análise imuno-histoquímica revelou que o grupo AH-Plus tinha a percentagem média mais elevada de infiltração de linfócitos aos 7 e 15 dias, seguido dos grupos Well-Root St, GuttaFlow Bioseal e Controlo. Após 30 dias, não foi observada qualquer diferença discernível entre os grupos em termos da percentagem média de infiltração de linfócitos. Após 7, 15 e 30 dias, verificou-se uma diferença significativa na percentagem média de infiltração de macrófagos entre os grupos, como demonstrado pela coloração CD68. Após 7, 15 e 30 dias, o grupo AH-Plus apresentou a percentagem média mais elevada de infiltração de macrófagos, seguido dos grupos Well-Root St. e GuttaFlow Bioseal, enquanto o grupo de controlo apresentou a percentagem média mais baixa.

Conclusão
Todos os períodos de observação mostraram reações inflamatórias mínimas ao GuttaFlow Bioseal. Após a implantação de tecido subcutâneo num modelo de rato, as reações inflamatórias iniciais ao Well-Root St e ao AH-Plus diminuíram ao 30º dia e todos os selantes testados apresentaram uma excelente biocompatibilidade.


Fonte: Alfahlawy, A., Selim, M.A.A. & Hassan, H.Y. Biocompatibility of three different root canal sealers, experimental study. BMC Oral Health 23, 715 (2023). https://doi.org/10.1186/s12903-023-03473-2 

Artigos relacionados

AUTORA: Andreia Patrão, médica dentista. Mestrado Integrado em Medicina Dentária pela Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra. Prática exclusiva em reabilitação oral estética e...


A Escala de Vulnerabilidade Dentária (EVO-BR) é um instrumento desenvolvido para auxiliar na identificação de indivíduos vulneráveis à saúde bucal....


AUTORES: Tiago Resende, médico dentista. Prática clínica privada dirigida a Cirurgia Oral, Medicina Oral e Disfunção Temporo-Mandibular. ...


A craniossinostose (CS), fusão prematura de uma ou mais suturas cranianas, leva a um desenvolvimento anormal do crânio, com impacto tanto na estética facial como na função oral. Este estudo teve...


Os problemas de saúde oral têm aumentado entre os adultos mais velhos. A hipofunção oral é caracterizada por sete sinais e sintomas: impureza oral, secura oral, declínio da força oclusal,...


Otros artículos

“Mais e melhor conhecimento científico e técnico, investindo numa formação universitária idónea”. Eis a recomendação que o professor Francisco do...


De acordo com notícia avançada pelo portal da Ordem dos Médicos Dentistas (OMD), o bastonário da OMD, Miguel Pavão, e a vice-presidente do Conselho Diretivo, Maria João Ponces, estiveram...


A Sociedade Britânica de Periodontologia e Implantologia (BSP) vai realizar a sua conferência anual em Newcastle, de 9 a 11 de outubro, sob o tema...


O Sindicato dos Médicos Dentistas (SMD) esteve presente na sede da Inspeção-Geral das Atividades em Saúde (IGAS), onde prosseguiu o seu périplo de...


AUTORA: Andreia Patrão, médica dentista. Mestrado Integrado em Medicina Dentária pela Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra. Prática exclusiva em reabilitação oral estética e...


Vídeo destacado


 
 

 
 
 
 
 
 

Calendário / eventos