HOME - Internacional
 
 
15 Maio 2024

Itália enfrenta grandes desafios em matéria de saúde oral

Um relatório da Federação Europeia de Periodontologia apresenta estratégias para reduzir as desigualdades neste domínio.





FreepikFreepik

A Itália enfrenta desafios significativos em matéria de saúde oral, particularmente na gestão das cáries e da periodontite. O livro branco da Economist Impact “It's time to put your money where your mouth is”, encomendado pela Federação Europeia de Periodontologia (EFP), revela os problemas de saúde oral em Itália e propõe intervenções estratégicas.  

As doenças orais, reconhecidas como doenças não transmissíveis (DNT), representam um importante encargo para a saúde devido à sua elevada prevalência e impacto no bem-estar das pessoas. De acordo com o relatório, o custo total das cáries dentárias na população italiana com idades compreendidas entre os 12 e os 65 anos é superior a 10,284 mil milhões de dólares. Em média, custa a cada pessoa mais de 20.000 dólares e aumenta para mais de 27.000 dólares para os 20% mais pobres.  

O Livro Branco aponta para a necessidade de uma abordagem integrada da gestão da periodontite e da cárie, salientando a interligação entre a saúde oral e a saúde geral. Apesar das ligações claras, a saúde oral permanece frequentemente à margem do debate mais alargado sobre as doenças não transmissíveis. A luta da Itália contra as disparidades em matéria de saúde oral é agravada por determinantes socioeconómicos e culturais. Um estudo nacional revelou uma forte correlação entre a prevalência e a gravidade das doenças orais e os factores socioeconómicos (níveis de educação mais baixos, taxas de desemprego e hábitos tabágicos). Estes factores influenciam não só o risco e a gestão das doenças orais, mas também o acesso aos cuidados dentários.   




Uma das soluções propostas é a aplicação de um imposto sobre o açúcar. Imagem: Freepik.Uma das soluções propostas é a aplicação de um imposto sobre o açúcar. Imagem: Freepik.

Barreiras aos cuidados de saúde oral  

O acesso aos cuidados dentários continua a ser um desafio, especialmente para as populações rurais e com baixos rendimentos. Apesar de alguns serviços dentários públicos para crianças e comunidades vulneráveis, uma parte significativa da população italiana enfrenta barreiras financeiras para receber cuidados dentários regulares. Estima-se que 60% das pessoas em Itália não vão a consultas dentárias regulares porque têm de pagar do seu bolso. As medidas preventivas, tanto a nível da população como a nível individual, são também dificultadas por barreiras que incluem os custos, a falta de sensibilização e a resistência dos interesses comerciais, nomeadamente no que respeita ao imposto sobre o açúcar.  

O Presidente da Sociedade Italiana de Periodontologia e Implantologia (SIDP), Professor Francesco Cairo, comentou: “Estamos num momento crítico em que a aplicação de um imposto sobre o açúcar e a garantia de reembolso dos serviços de saúde oral não são apenas escolhas políticas, mas imperativos morais. 

É essencial colmatar a lacuna na equidade da saúde oral e garantir que todos os italianos, independentemente do seu estatuto socioeconómico, tenham acesso aos cuidados de que necessitam. Ao investir em cuidados preventivos e ao adotar políticas fiscais estratégicas, podemos salvaguardar o bem-estar da nossa nação”.  

A análise do Livro Branco destaca os custos directos associados à gestão das cáries em diferentes grupos socioeconómicos. As conclusões sublinham os benefícios económicos e de saúde das intervenções preventivas e o custo significativo da inação, não só em termos de custos directos dos cuidados de saúde, mas também considerando o impacto mais amplo na qualidade de vida e no bem-estar das pessoas. Para enfrentar estes desafios, o Livro Branco propõe uma série de recomendações fundamentais, tais como a aplicação de um imposto sobre o açúcar, a melhoria dos cuidados preventivos e a eliminação das lacunas no acesso à saúde oral.    

Artigos relacionados

A limpeza da superfície dentária antes do condicionamento ácido é considerada um passo importante na retenção de selantes de fossas e fissuras à base de...


A periodontite é uma doença inflamatória crónica complexa que está particularmente associada a condições relacionadas com a saúde, como o tabagismo, o consumo excessivo de álcool e a...


As lesões ulcerativas traumáticas orais são frequentemente encontradas na prática clínica, mas a investigação sobre as suas características clínicas e...


Apesar da sua utilização generalizada em vários contextos educativos, a integração de chatbots no ensino clínico dentário não foi objeto de uma...


Antecedentes A doença do Coronavírus 2019 (COVID-19) causou mudanças drásticas no estilo de vida das pessoas que afetaram as características das DTMs...


Otros artículos

O 6º Fórum do Conselho Nacional de Saúde (CNS), que se realiza dia 3 de junho, na Assembleia da República (AR), irá incidir sobre o sistema de informação...


Nome: Reunião Anual da Academia Portuguesa de Medicina Oral Data e local: 24 e 25 de maio em Lisboa Organizador: Academia Portuguesa de Medicina Oral Descrição:  A...


Nos próximos dias 5 e 7 de junho, a S.I.N. Implant System, referência mundial na fabricação de implantes dentários, componentes e soluções odontológicas,...


International Team of Implantology realizou o Simpósio Mundial ITI 2024 nos pasados dias 9 a 11 de maio, em Singapura, com más de 5.500 participantes ...


Uma seleção dos conteúdos e datas mais importantes para médicos dentistas também passam a ser divulgados gratuitamente num novo canal de WhatsApp da Ordem...


Vídeo destacado


 
 

 
 
 
 
 
 

Calendário / eventos